Blog do Maurição




Escrito por Maurição às 22h53
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




FOLHA DE S. PAULO AUTO-CENSURA MATÉRIA NEGATIVA A JOSÉ SERRA

Recebi a denúncia abaixo do jornalistaFlávio Paiva. Como adoro jornalismo e detesto censura, resolvi botar minha indignação pra frente. Se uma pessoa a mais tiver acesso, já valeu! 

 

Mais uma da Folha de S.Paulo na campanha eleitoral: duas matérias que foram
publicadas na edição impressa do jornal paulistano, FORAM RETIRADAS em
seguida da edição online (o restante da página continuou igual). Veja no
arquivo anexo as referidas páginas, uma do dia 01/08/2010 (a impressa e a
online, lado a lado) e outra do dia 30/07/2010 (a impressa e a online, lado
a lado). Os textos originais, publicados na edição impressa estão
reproduzidos abaixo.

Caso 1 -----------------------------------
FOLHA DE S. PAULO
Domingo, 1º de agosto de 2010
PODER, pág. A7

Serra é ignorado em propaganda de aliados nos Estados

Com 25 dias de campanha, imagem de tucano ainda não foi incorporada a
santinhos e adesivos de candidatos

Fotos da rival Dilma estão em material de campanha de aliados do PT em 7 dos
8 maiores colégios eleitorais

BRENO COSTA
De São Paulo

Com 25 dias de campanha, os candidatos a governador aliados de José Serra
(PSDB) nos oito maiores colégios eleitorais do país ainda não incorporaram a
imagem do tucano em seus santinhos, adesivos e cartazes.

Até sexta-feira, só a campanha de Antonio Anastasia, em Minas Gerais,
começava, timidamente, a produzir material casado. Mesmo em São Paulo, base
de Serra, ainda não há material com ele ao lado de Geraldo Alckmin.

Nos sites dos candidatos nesses Estados, que representam 94 milhões de
eleitores, não havia um único material de campanha casado disponível para
download. Nem mesmo na apresentação das páginas havia uma foto do candidato.

A foto oficial de Serra, em alta resolução, está disponível no seu site
oficial desde o início da corrida presidencial. Além disso, com ou sem
Serra, o custo de imprimir um santinho ou um adesivo, por exemplo, é o
mesmo.

O cenário é distinto do de sua adversária Dilma Roussef (PT), cuja imagem
acompanhava o material de campanha de seus aliados em 7 desses 8 Estados.

Coordenador da campanha de Serra, o senador Sérgio Guerra citou um exemplo
da Paraíba – em que a imagem de José Maranhão (PMDB), aliado de Dilma,
estaria associada exclusivamente ao presidente Lula – para explicar seu
raciocínio.

“Por que tinha um material dele só com o Lula? Porque o Lula dá voto, e a
Dilma não dá”, disse Guerra.

O material de Maranhão, no entanto, inclui Dilma.

Questionado se a mesma lógica se aplicava, então, aos casos em que Serra
está ausente do material com os candidatos ao governo, desconversou e
elogiou Lula.

“A única exceção nessa história é o Lula”, disse o senador, que nega que os
aliados estejam escondendo deliberadamente a imagem de Serra nos Estados.

Na campanha de Marcos Cals (PSBD-CE), em vez do presidenciável Serra, o
postulante à reeleição no Senado Tasso Jereissati é onipresente nas
propagandas.

Serra ainda não entrou por “dúvidas na hora de contabilizar os custos” da
impressão da imagem do candidato, segundo José Liberato, coordenador da
campanha de Cals.

No Paraná, onde Beto Richa (PSDB) lidera as pesquisas e por onde Serra
iniciou oficialmente sua campanha, a promessa era que o material casado
começa a ser distribuído amanhã.


Caso 2 -------------------------------------------
FOLHA DE S. PAULO
Sexta-feira, 30 de julho de 2010
PODER, pág. A8

Aécio e Anastasia escondem Serra em material de campanha

RODRIGO VIZEU
DE BELO HORIZONTE

O candidato do PSDB à Presidência, José Serra, tem aparecido de forma tímida
no material de campanha do ex-governador Aécio Neves e do governador Antonio
Anastasia, seus aliados tucanos em Minas Gerais.

A reportagem pediu cartazes, adesivos e santinhos em quatro comitês da
campanha de Anastasia em Belo Horizonte. Em três deles, nada existia com a
foto de Serra.
No último deles, só após pedido específico de algo com o candidato
presidencial, foram entregues adesivos com o rosto de Serra --acompanhado
apenas dos nomes dos tucanos mineiros.

Além do "Serra solitário", único material obtido com a imagem do candidato,
foram pegos outros dez modelos diferentes da campanha de Anastasia. Apenas
cinco deles tinham Serra, mas só o nome dele nos cantos e em tamanho
reduzido.

Os materiais mais populares nas ruas de BH são os adesivos só com Anastasia,
candidato à reeleição, ou dele acompanhado apenas de Aécio e Itamar Franco
(PPS), candidatos ao Senado.

DILMA
A situação contrasta com a farta exposição de Dilma Rousseff (PT) no
material de campanha de Hélio Costa (PMDB) ao governo mineiro .
No comitê do peemedebista, a reportagem obteve seis tipos de impressos,
todos com referências a Dilma _quatro deles com a imagem da petista
acompanhada de seus aliados mineiros. Há ainda distribuição de material
produzido pela campanha nacional do PT.

Anteontem, em visita a BH, Serra disse não considerar "grave" sua menor
exposição. "É uma coisa que se corrige com enorme facilidade", disse. Ele
disse ver "pleno empenho" de Aécio em sua campanha presidencial.

A campanha de Aécio e Anastasia informou que produz até 20% do material sem
Serra para atender aos partidos da coligação que não apoiam o tucano para
presidente, como PR, PDT e PSB.



Escrito por Maurição às 22h44
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




De volta ao aconchego

Depois de um longo período de inatividade, retomo hoje as postagens do blog. Claro que não deve ter sobrado nenhum do meu punhado de antigos visitantes. Está mais do que justificado.

Neste meio-tempo, quase parei totalmente com a "escrevinhação". Recentemente, fui (mais um)  seduzido pela magia do twitter. E é no microblog que tenho deixado minhas mal escritas linhas.

Tenho me esforçado para dizer tudo o que (não) sei em 140 caracteres. Tem sido difícil, mas tenho conseguido (mais ou menos).

A reativação do blog, neste momento, é necessária para ajudar-me a expor alguns textos maiores, que não cabem num tuite e tende a ficar ininteligível em série.

Um bom exemplo é a postagem seguinte, sobre uma censura interna na Folha de São Paulo. O jornalão paulista que já foi a vanguarda do jornalismo, na época das diretas, comete o crime brutal de se auto-censurar. Uma matéria negativa ao candidato José Serra, o preferido dos proprietários do veículo, foi excluída da edição

Jornais são seres vivos e cumprem um ciclo de vida. Há 15 dias, o Jornal do Brasil sucumbiu à crise iniciada há duas ou três décadas e extinguiu a versão impressa.

A Folha parece estar iniciando seu ciclo. Chupando o verso do paraibano Vital Farias,  "É o começo do fim. Ou é o fim."

 

 



Escrito por Maurição às 22h28
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




A QUEM INTERESSAR POSSA

Sem tempo para blogar direito, agradeço a colaboração do Gabs, que recebeu, outro dia, uma carta do Cão. Não sei que lugares ele anda frequentando, nem quais as suas companhas habituais. Só sei que nem eu mesmo, que já andei por muita parada braba, recebi correspondência de remetente tão diabólico.



Escrito por Maurição às 11h59
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Chifre pode gerar indenização

 

 da Revista Consultor Jurídico, 22 de outubro de 2008 (www.consultorjuridico.com.br)

Mulher traída pelo marido deve ser indenizada por danos morais

A mulher que for traída e provar que isso lhe trouxe sofrimento e humilhação tem o direito de ser indenizada por danos morais. Este foi o entendimento do juiz da 3ª Vara de Família de Campo Grande, Luiz Cláudio Bonassini da Silva, que condenou o marido a pagar R$ 53,9 mil para mulher por ter mantido relações extraconjugais.

   "Apesar de conturbada, a convivência do casal estendia-se por mais de 30 anos, e gerou dois filhos, merecendo, com certeza, final mais digno", afirmou o juiz.

   Consta nos autos que, em razão do comportamento estranho do marido, a autora da ação começou a investigá-lo. Descobriu que ele mantinha casos extraconjugais e, em um deles, teve uma filha, que hoje tem 24 anos. O marido contestou dizendo que a mulher já sabia da existência dessa filha e havia aceitado a situação, inclusive perdoado.

   Um laudo psicológico demonstrou que a autora da ação sofreu grande angústia, ansiedade e depressão relativa à decepção e desgostos que vivenciou na relação conjugal. No depoimento, a mulher ressaltou que era para ter se separado antes, mas não o fez porque seu pai prezava muito a família e a impediu. O pai dela morreu em 2004.

   Para julgar o mérito da indenização, o juiz tomou como base o Código Civil, que autoriza a indenização por danos morais em caso de lesão aos direitos da personalidade, consagrados pela Constituição Federal, que inclui o direito da dignidade da pessoa humana. Ele afirmou que, por se tratar de pedido de indenização por danos morais entre cônjuges, é necessário que o fato tenha sido determinante para o fim da sociedade conjugal, por tornar insuportável a vida em comum,

   Revista Consultor Jurídico, 22 de outubro de 2008 (www.consultorjuridico.com.br)



Escrito por Maurição às 13h37
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Galera, bem que o Ora, Bolas tentou...

A batalha do Redentorista!

Patrícia Karam

Especial para o Blog do Maurição

 
Foi uma disputa desigual na noite de ontem no ginásio da Guarda Municipal (antigo Redentorista) pelas quartas de final da Olimpíada do Servidor. De um lado, a Sexcel, formada por educadoras físicas, com o time completo - titulares e reservas. Do outro, o Ora, Bolas com cinco jornalistas sedentárias e ninguém no banco. Mas Patrícia Karam, Dalviane Pires, Natasha Brand, Naara Vale e Peres Saiad partiram para a luta e, a exemplo do Grêmio na Batalha dos Aflitos, foram heróicas. Um tanto quanto sem jeito, mas heróicas.

Logo nos primeiros minutos, Naara sentiu uma distensão muscular e passou a jogar recuada. Uma participação providencial que impediu a Sexcel de abrir um placar muito elástico ainda no primeiro tempo. O time da Secretaria de Esportes partia em blitz para o ataque, mas suas jogadoras não estavam muito inspiradas na pontaria. Naara impediu vários gols enquanto o trio ofensivo chegou a dar trabalho à defesa da Sexcel, em especial a dupla formada por Dal e Peres Saiad, que mesmo sentindo a coxa partia para todas as divididas. Placar do primeiro tempo: 4 x 0 para Sexcel.

No entanto, o esforço custou caro à valente Naara e ela não conseguiu jogar o segundo tempo. Como o Ora, Bolas não tinha reserva, passou a jogar com apenas três na linha. O professor Manu Nogueira adiantou Patrícia Karam, que virou uma mistura de goleira com zagueira. Vocês podem imaginar a lambança. Se ela já não consegue dar conta de uma função, o que dirá de duas. E a Sexcel foi ampliando o placar: 5 x 0, 6 x 0, 7 x 0, 8 x 0...

Até que veio o momento Batalha dos Aflitos. Para quem não conhece a história, na final da Série B de 2005, o Náutico recebeu o Grêmio em seu estádio, o Aflitos. Mesmo com quatro jogadores expulsos, o Grêmio sagrou-se campeão, vencendo por 1 x 0, gol marcado quando o time já estava em inferioridade numérica. Pois bem. Numa bola roubada no meio de campo, Peres Saiad, que mal se agüentava em pé com dores musculares, foi lançada. Ganhou a disputa com a adversária e, cara a cara com a goleira, não perdoou. Gol do Ora, Bolas! Assim, com exclamação porque esse gol tem mais é que ser muito comemorado.

O placar final (12 x 1, para quem estiver curioso) não importa. O Ora, Bolas cumpriu sua meta na Olimpíada do Servidor: divertir-se. As meninas da Comunicação podem não ter muita intimidade com a bola e sua forma física pode não ser das melhores, mas ninguém consegue ser goleado com tanto charme, alegria e elegância. Ah, e os fabricantes de Salonpas, Gelol, Dorflex, Tandrilax e Tensor agradecem o aumento nas vendas.



Escrito por Maurição às 13h04
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




 

Esta postagem e a próxima encerram - acho que encerram - a saga do Ora, Bolas!, time de futsal formado pelas meninas da comunicação social da Prefeitura, que disputam as Olímpiadas do Servidor. O magnífico texto é da Patrícia Karam, goleira da equipe.

A primeira vitória do Ora, Bolas!

Não foi como as jogadoras do Ora, Bolas imaginavam sua primeira vitória na Olimpíada do Servidor. Mas o importante são os três pontos. Na noite desta terça-feira, 15, no ginásio da Guarda Municipal, o time das jornalistas da Prefeitura foi declarado vencedor por WO já que a equipe das Maluquetes não compareceu ao local da partida. Nossa reportagem apurou que, na verdade, as atletas das Maluquetes são internas do Centro de Apoio Psico Social (CAPS) e não conseguiram autorização para sair.

No horário marcado, o Ora, Bolas estava em quadra, mesmo desfalcado de sua craque Naara Vale, porém com os reforços de Dalviane Pires e Karlla Gadelha, impossibilitadas de participar do confronto com o Shalom na última segunda-feira. Enquanto aguardava pelas adversárias, o time orientado pelo professor Manu Nogueira treinou chutes a gol. Desta vez, recuperada de uma grave contusão, a goleira Sílvia Leite juntou-se, literalmente, à titular Karam debaixo das traves. Isso mesmo: as duas dividiram o gol, mas não foram páreo para os petardos de Peres Saiad, Cris Andrade, Dalviane e Karla.

O treino serviu para mostrar à goleira Karam que ela PRECISA usar luvas, pois ela quase quebra os dedos num chute à queima-roupa de Peres Saiad. A movimentação também foi importante para que Manu Nogueira pudesse estabelecer o esquema tático de sua equipe, com Dalviane Pires e Cris Andrade nas alas, Karlla Gadelha na defesa e Peres Saiad no pivô.

Obviamente, essa formação não foi testada graças ao “WalkOver”. Este é o significado da sigla WO, expressão nascida nas corridas de cavalo da Inglaterra, quando, na ausência de competidores, o vencedor tem que meramente andar pelo percurso. Com o tempo, acabou virando sinônimo de algo conquistado com extrema facilidade ou vitória fácil.

Para sacramentar o WO, o Ora, Bolas precisou apenas bater o centro. Tarefa que coube à capitã Peres Saiad. Para fazer uma bossa, ela arriscou um chute direto ao gol vazio e, claro, errou. Agora, a equipe de comunicadoras aguarda o resultado do confronto entre o Shalom e as Maluquetes, se essas conseguiram a liberação do CAPS. Em caso de vitória do Shalom, ele se classifica em primeiro, o Ora, Bolas fica em segundo e ambos passam às oitavas de final. Se o triunfo for das Maluquetes, o grupo terminará empatado: os três times ficarão com três pontos e a organização do torneio vai adotar os critérios de desempate.


Coordenada: Chuva de gols em partida entre Sepla B e Habitafor

WO também foi o que se viu na partida entre Habitafor e Sepla B, se for levado em conta que a sigla pode se referir à vitória fácil. Foi um placar digno de Seleção Brasileira. De futsal, não de campo. As meninas da Habitafor massacraram a equipe Sepla B em partida que complementou a rodada do torneio de futsal feminino da Olimpíada do Servidor. 12 x 2 foi o resultado do jogo, que teve direito a pedaladas, linhas de passe e dribles desconcertantes por parte da Habitafor. Um show de bola no qual técnica e raça foram aliadas para um desempenho épico. Uma superioridade esmagadora do primeiro ao último minuto do confronto.

À Sepla coube o papel de coadjuvante esforçado. Mas a torcida da Sepla... Esta é o craque da rodada. Não basta torcer. Tem que participar. E as moças e rapazes que foram ao ginásio da Guarda acompanhar a equipe de Neiara e companhia participaram ativamente. Cartazes, palavras de incentivo, gritos de guerra foram os cartões de visita da torcida da Sepla B.

Neiara começou no banco, mas o clamor da arquibancada fez o técnico mudar de idéia no início do segundo tempo. E lá foi ela para quadra. De cara, um desafio: marcar a craque do time adversário. Esforço em vão. Nos três minutos, 23 segundos e 12 décimos de segundo em que jogou, Neiara NÃO tocou a bola. De volta à lateral do campo só lhe restou acompanhar o final da goleada sofrida pela Sepla. Mas com a certeza de que contra o time da Secretaria de Esportes tudo vai ser diferente.



Escrito por Maurição às 12h59
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




 

CINTO DE CASTIDADE PÓS-MODERNO? (deu no UOL http://wnews.uol.com.br/site/noticias/materia.php?id_secao=4&id_conteudo=11889

Com este sutiã que pode ser motirado até pelo Google Maps, eis uma pergunta que não quer calar: Vale a pena pagar R$ 2.500,00 para saber por onde anda a amada? Ou, pior ainda, vale a pena pagar para ter certeza de que ela está onde não deveria?

 

Lingerie com GPS pode ser rastreada pela internet

Da Redação - 21/10/2008 - 13:15

São Paulo, 21 de outubro de 2008 – Depois de carros e celulares, o GPS continua se popularizando e teve um novo destino. Hoje, já é possível encontrar o dispositivo embutido até em uma lingerie.

Ideal para geeks desconfiados em relação ao comportamento da namorada ou esposa, o conjunto de calcinha e sutiã será lançado em São Paulo pela empresa mineira Lindelucy. O produto tem um GPS embutido que identifica as coordenadas de latitude, longitude e altitude da pessoa.

O rastreamento pode ser feito pela internet, usando o Google Maps. Para fazer isso, no entanto, é necessário utilizar a senha específica do dispositivo.

A apresentação acontecerá entre os dias 24 e 26 de outubro, na Feira Só Para Mulheres – Encontro Nacional da Mulher Moderna. O evento acontece no Palácio de Convenções do Anhembi (Av. Olavo Fontoura, 1.029 – Parque Anhembi) e tem entrada gratuita.

A lingerie high-tech vai custar entre R$ 1.750 e R$ 2.500.

 



Escrito por Maurição às 18h54
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




HOMOSSEXUAL LUSO VAI AO MÉDICO

 

Um homossexual foi ao médico.
O clínico fez-lhe um toque rectal, uma anuscopia, uma rectosigmoidoscopia e,
por fim, receitou-lhe um anti-inflamatório... em supositórios.
O homossexual, com um olhar muito meigo, voltou-se para o médico e disse:
- O Sr. Dr. estraga-me com tantos mimos!!!!


 

Escrito por Maurição às 16h08
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Uma loa para o Mestre Chico Batista

Mestre Chico, no barracão do Maracatu Nação Fortaleza

Faleceu, na última sexta-feira, Mestre Chico Batista, artesão e diretor do Maracatu Nação Fortaleza, agremiação da qual tenho a honra de participar. A respeito do lamentável acontecimento, reproduzo aqui o convite-missa enviado pela direção do Nação, além de uma loa feito por Calé Alencar para homenagear o Mestre Chico.
 
 
 
Mensagem do Maracatu Nação Fortaleza
 
Na quinta-feira, dia 9 de outubro, aconteceu uma fatalidade lastimável, ocasionando o falecimento, no dia seguinte, do Mestre Chico Batista,
fundador, membro da diretoria do Maracatu Nação Fortaleza e artesão dos mais destacados na feitura de nossos figurinos e adereços,
além da confecção de calungas representando o maracatu e figuras expressivas da arte e da história cearense,
sendo também o criador do nosso estandarte.
A missa por sua passagem ocorrerá na igreja de Nazaré, no Montese, às 19 horas de segunda-feira, 20 de outubro.
Em nome dos brincantes do Maracatu Nação Fortaleza, gostaria de convidar a todos para fazermos uma corrente de força e luz,
saudando nosso estimado irmão e amigo, na certeza de que o Mestre Chico Batista nos deixa muitas lições de sensibilidade,
altruísmo, humildade, perseverança e criatividade, exemplo de superação, garra,
coragem e fé de um notável artista que tornou mais rico o carnaval de Fortaleza,
criando nele o ambiente mais importante para mostrar sua arte.
 
Aos que comparecerem, nossos agradecimentos antecipados.
 
 
Chico Batista, Mestre Calungueiro
Calé Alencar

Chico Batista
Mestre calungueiro
Eu canto loas
E os mantras do terreiro
Eu trago a força de Zumbi
E Ganga Zumba
Pra saudar tua passagem
Para o reino de Olorum

Chico Batista
Artista brasileiro
Quem bate o ferro
No batuque é batuqueiro
Nossa Senhora do Rosário te abençoe
Na paz de Oxalá
Viva o mestre calungueiro

Bate tambor
Com a força que há em nossos corações
Gira calunga
Estandartes, rainhas e reis
Os batuques das nações
Chico Batista é a luz
É a ginga dos maracatus

Bate ferro e tambor
Mestre Chico
Bate chocalho e tambor
Bate ferro e tambor
Mestre Chico
Bate chocalho e tambor
 
 
 
Aos que comparecerem, nossos agradecimentos antecipados.
 
 

 



Escrito por Maurição às 18h50
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




DURANTE UMA CHUVA DE GRANIZO, O QUE DEVEMOS FAZER?

Naquela linha de que uma imagem vale por mil palavras, veja só que atitude sensata um cidadão tomou durante uma chuva de granizo. Observem também que, apesar dos protestos dos ambientalistas, as mudanças climáticas que o Planeta Terra vem experimentando nestes últimos tempos também podem ter seu lado positivo.

 



Escrito por Maurição às 18h37
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




O ANSELMO GÓIS DEU PRIMEIRO

Para não dizer que não falei da crise, reproduzo aqui, com pequenas adaptações, uma nota publicada por Anselmo Góis na edição de hoje do jornalão O Globo.

Desde que começou esta crise na economia mundial, tenho dormido feito um bebê. Acordo de três em três horas, chorando e todo cagado.

 



Escrito por Maurição às 20h20
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




O FIM DA RÁDIO DA CADEIA DA LEGALIDADE

Não que a programação fosse lá essas coisas, mas bem que a emissora, pela história que carrega(va), merecia um final menos trágico. A Rádio Dragão do Mar, que se destacou pela resistência que fez, no ar, ao golpe de 64, que resultou na ditadura militar, foi repassada à Comunidade Católica Shalom desde o dia primeiro de outubro. A negociação, da qual não se conhece a natureza - se venda, aluguel, arrendamento, doação, leasing, consórcio ou rifa - foi realizada sem conhecimento dos profissionais que ali labutavam. A equipe foi surpreendida, no primeiro dia deste mês, com a transferência dos transmissores.

A Associação Cearense de Imprensa (ACI) tentou intermediar uma negociação - ou pedido de esclarecimentos - aos proprietários da Organização Shalom. O burocrata carismático, que atende por Ricardo Morel, simplesmente faltou à reunião.

Originalmente de propriedade do empresário Moysés Pimentel, a rádio estava sob o controle da família Cals, e funcionava na rua 25 de Março, no Centro.

N.B. Tinha colocado a informação errada, como se o "passamento" tivesse ocorrido com a Ceará Rádio Clube. Desculpas pelos eventuais transtornos e muito grato à Nathália de Sá, que avisou-me da "melada", 

A propósito do lamentável fato, a ACI publicou a seguinte nota oficial

NOTA OFICIAL

 
 
  Profissionais da área de Comunicação Social e ouvintes da Rádio Dragão do Mar, em particular, foram surpreendidos, a partir de 1º de outubro, com a transferência da emissora à Comunidade Shalom, que, imediatamente, mudou a programação e o endereço dos seus estúdios, sem dar aos detentores de espaços e de programas a mínima chance de uma explicação à sua audiência.
  Estranha-se o modo arbitrário como se deu tal negociação e foi para entendê-la que a Associação Cearense de Imprensa convidou para reunião, na segunda-feira, dia l3 de outubro, profissionais da emissora, o presidente do Sindicato dos Radialistas e o Sr. Ricardo Morel, da Comunidade Shalom, que não compareceu. O propósito do convite foi muito claro: queríamos conhecer, através de porta-voz credenciado, as providências que serão tomadas com relação aos profissionais ligados à Dragão do Mar, o que facilitaria bastante os entendimentos sobre o episódio.
  As entidades repudiam a ausência de diálogo entre os antigos e os novos donos da Dragão do Mar
 com os profissionais a ela vinculados e manifestam seu propósito de dar amplo acolhimento às medidas que venham a ser tomadas com vistas à proteção e defesa dos direitos de cada um.
    
                                                 Fortaleza, 16 de Outubro de 2008
 
                                                 ASSOCIAÇÃO CEARENSE DE IMPRENSA
                                             


Escrito por Maurição às 16h29
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




 

CRÔNICA DE UMA DERROTA ANUNCIADA

As meninas da comunicação da Prefeitura de Fortaleza resolveram formar um time de futsal, o Ora, Bolas!, para disputar os Jogos Olímpicos Municipais. A idéia deve ter sido da Patrícia Karam, que é a goleira. O técnico é o Manu. As outras, como boas pegadoras de corda que são, aderiram de pronto. A estréia foi ontem e a derrota até que foi aceitável. Para quem esperava um confronto tipo Brasil x Ilhas Salomão, o placar ficou bem próximo de Brasil x Ucrânia. Perderam, como não poderia deixar de ser. Mas souberam perder com dignidade, vendendo com muito suor - e cerveja - a derrota. O adversário foi o poderoso time do Shalom, formado por profissionais da educação da Prefeitura.

Para provar que elas são mesmo boas - jornalistas e cronistas, é claro - reproduzo abaixo o texto que circula contando os detalhes do jogo. A autoria, pelo menos acho, é da Patrícia Karam. A foto que ilustra esta postagem é da pivô Ana Cláudia Peres, rebatizada para o mundo esportivo como Saiad. A arma secreta da artilheira do time, que descobriu o futsal ainda na mais tenra infância em Piripiri, é a cabeçada.




Ora, Bolas! empolga torcida, mas não evita derrota na estréia

        Em uma partida movimentada, na qual foram marcados nove gols, o time de futsal feminino Ora, Bolas!, formado por jornalistas da Prefeitura de Fortaleza, foi derrotado por 6 x 3 pelo Shalom, formado por professoras municipais que não devem fumar nem beber. O Ora, Bolas! correu muito e demonstrou garra em todas jogadas para compensar a falta de entrosamento de equipe recém-formada. Mas, desfalcado no banco, não foi páreo para a melhor forma física e conjunto do Shalom.


O jogo começou de forma eletrizante. Afoito, o Ora, Bolas! partiu para o ataque em bloco, deixando a goleira Karam sozinha contra duas atacantes em várias ocasiões. Numa delas, Karam, que como goleira é excelente DJ, não conseguiu impedir o primeiro tento do Shalom. O gol não abalou o Ora, Bolas!. Incentivado pela animada torcida, o time das jornalistas continuou no ataque. Após cobrança de falta sofrida pela atacante Peres, a bola foi batida e rebatida dentro da área e a defensora do Shalom marcou contra.

O equilíbrio inicial foi logo desfeito e o Shalom marcou duas vezes seguidas após falhas na saída de bola da equipe de comunicadoras. Até que veio o lance mais bonito da partida e da rodada: Naara Vale, destaque do Ora, Bolas! ganhou dividida no meio de campo e chutou de longe encobrindo a goleira adversária. Um golaço que, se fosse no basquete, valeria três pontos e levou a torcida ao delírio. No finalzinho do primeiro tempo, o Shalom, que perdeu a goleira por contusão, ampliou mais uma vez e o placar virou em 4 x 2.

No segundo tempo, o técnico Manu Nogueira mudou a estratégia do Ora, Bolas! e o time passou a jogar mais recuado, deixando apenas a atacante Peres (ou Saiad, seu nome de guerra) plantada no pivô. Talvez para fazer jus ao número nas costas: 11, igual ao Romário. Ou vai ver que ela não tinha mesmo era perna. Após o esforço do primeiro tempo, Naara Vale e Gecíola Fonseca demonstraram cansaço. No entanto, a única jogadora de linha no banco era Nat Brand que teve que partir para o sacrifício revezando-se na substituição das titulares.

A mudança de estratégia surtiu efeito e o jogo ficou mais equilibrado no segundo tempo. Ajudou também o fato da goleira Karam descobrir, finalmente, que podia pegar a bola com a mão e abandonar o estilo Higuita de jogo. Cris Andrade continuou sendo o pulmão do Ora, Bolas! e, num contra-ataque rápido, deixou Peres Saiad na cara da goleira adversária: terceiro gol das jornalistas. Mas, em seguida, o Shalom voltou a marcar duas vezes - uma delas gerou reclamações do Ora, Bolas! de que houve toque de mão da jogada.

As jornalistas ainda tiveram um gol anulado quando Cris Vieira chutou um lateral direto contra a meta rival e a goleira aceitou, porém o placar final ficou em 6 x 3 para o Shalom. Na quarta-feira, o Ora, Bolas! volta à quadra. Desta vez, contra o time das Maluquetes. Promessa de novo jogão.




Escrito por Maurição às 14h47
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




RONDA DO CABEÇÃO É SUCESSO NOS EUA

Mais um caso de sucesso cearense no exterior.

Este rapaz, chamado Francisco Gleydystone Pereira da Silva, saiu do distrito da Batareira, na cidade de Crato, no Ceará. Primeiro, tentou a sorte no México, mas não encontrou nenhum sombrero que lhe coubesse na cabeça.

Como imigrante ilegal, atravessou a fronteira e chegou até New York, onde, com muito sacrifício, conseguiu ingressar na concorrida polícia local (NYPD), tornando-se o primeiro Policial cearense dos EUA.


Parabéns a todos os cearenses pelo sucesso do rapaz !!!


 



Escrito por Maurição às 18h56
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 



Meu perfil
BRASIL, Nordeste, FORTALEZA, Homem, de 36 a 45 anos
Histórico
Outros sites
  UOL - O melhor conteúdo
  Blog do Eliomar de Lima
  Sobretudo, do Roberto Maciel
  Blog do Nonato Albuquerque
  Blogs do jornal O Povo
  Jornal Diário do Nordeste
  Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Ceará
  Blog de José Xavier
Votação
  Dê uma nota para meu blog